• Rio de Janeiro/RJ: (21) 3439-8999
  • Londrina/PR: (43) 3323-8744
Compartilhe:

Intoxicação por Metal Pesado Arsênico

A agência americana de registro de doenças e substâncias tóxicas (Agency for Toxic Substances and Disease Registry) coloca como prioridade número 1 na sua lista a descontaminação do meio ambiente pelo arsênico (Clique aqui e veja a lista).

 

Este informativo pertence a uma série de resumos sobre arsênico e os seus efeitos na saúde. É importante que compreenda estas informações, porque esta substância pode prejudicá-lo. Os efeitos da exposição a qualquer substância perigosa depende da dose, duração, forma da exposição, características e hábitos pessoais, e se estão presentes outros químicos. 

 

A exposição a níveis superiores à média de arsênico ocorre principalmente no local de trabalho, perto de locais de resíduos perigosos, em zonas com níveis naturalmente elevados, ou alimentos contaminados, em níveis elevados, o arsênico inorgânico pode provocar a morte. A exposição a níveis mais baixos durante um período longo pode provocar descoloração da pele, aparecimento de pequenos calos ou verrugas, neuropatia periférica, alteração do sistema imune e favorecimento ao câncer.  O arsênico foi encontrado em pelo menos 1149 dos 1684 locais da Lista de Prioridades Nacional pela Agência de Proteção Ambiental  Americana (EPA, Environmental Protection Agency). 

 

Existem evidências que os alimentos como o arroz brasileiro e o vinho americano estão contaminados com níveis altos de arsênico.

 

O que é o arsênico? 

O arsênico é um elemento amplamente distribuído na crosta terrestre. No ambiente, o arsênico é combinado com oxigênio, cloro e enxofre para formar compostos de arsênico inorgânicos. Em animais e plantas, o arsênico combina-se com carbono e hidrogênio para formar compostos de arsênico orgânicos. 

Os compostos de arsênico inorgânico são principalmente utilizados para preservação da madeira. O arsênico de cobre cromado (ACC) é usado para fazer madeira para construção "tratada a pressão". O ACC já não é utilizado nos EUA para utilização residencial, embora seja ainda utilizado em aplicações industriais. Os compostos de arsênico orgânicos são usados como pesticidas, principalmente nos campos de algodão e pomares. 

 

Captura de Tela 2015-04-17 às 10.02.55.png

 

 

 

O que acontece ao arsênico quando entra no ambiente? 

O arsênico ocorre naturalmente no solo e minerais e pode entrar no ar, água e terra a partir de pó levado pelo vento e pode entrar na água através de escoamento e lixiviação. Não é possível destruir o arsênico no ambiente. Só pode mudar de forma. A chuva e neve removem as partículas de pó de arsênico do ar. Muitos compostos de arsênico comuns podem dissolver- se na água. A maioria do arsênico na água irá por fim terminar no solo ou sedimento. Os peixes e moluscos podem acumular arsênico, a maioria do arsênico encontra-se numa forma orgânica chamada de  arsenobetaína. 

 

arsenico.png

 

Como poderei ser exposto ao arsênico? 

 

  • Ao ingerir pequenas quantidades presentes nos seus alimentos ou água, ou ao inalar o ar que contenha arsênico. 
  • Ao respirar serradura ou fumo de combustão de madeira tratada com arsênico.
  • Ao viver em zonas com níveis naturais elevados de arsênico nas rochas. 
  • Ter uma profissão que envolva produção ou utilização de arsênio, como cobre ou refinação de chumbo, tratamento de madeira ou aplicação de pesticidas. 

 

 

 

Captura de Tela 2015-04-17 às 10.03.33.png

 

arroz brasileiro e o vinho americano estão contaminados por arsênico.

 

Assista o vídeo que explica como acontece a intoxicação por arsênico.

 

 

Como pode o arsênico afetar a minha saúde? 

 

  • A inalação de níveis elevados de arsênico inorgânicos podem fazer com que você sinta dor de garganta ou tosse por irritação do arsênico nas mucosas.
  • A ingestão de níveis muito elevados de arsênico podem provocar morte
  • A exposição a níveis mais baixos podem provocar náuseas e vômitos, diminuição da produção de glóbulos vermelhos e brancos, consequentemente diminuição da imunidade, ritmo cardíaco anormal, danos nos vasos sangüíneos e dor com sensação de "picadas" nas mãos e pés. 
  • A ingestão ou inalação de níveis baixos de arsênico inorgânico durante um período  podem provocar escurecimento da pele e aparecimento de pequenos "calos" ou "verrugas" nas palmas das mãos, plantas dos pés e tronco. 
  • O contato da pele com arsênio inorgânico pode provocar vermelhidão e inchaço. 
  • A intoxicação crônica esta associado ao aumento do risco de câncer e neuropatia.

 

 

De que forma o arsênico pode afetar as crianças? 

 

  • Existem evidências de que a exposição a longo prazo do arsênico pode provocar um quociente de inteligência mais baixo em crianças. 
  • Existem evidências de que o arsênico já no ventre materno e primeira infância pode aumentar a mortalidade em jovens adultos. 
  • Existem evidências que o arsênico inalado ou ingerido pode prejudicar as mulheres grávidas ou fetos como baixo peso no fetal, malformações fetais e até mesmo morte fetal, pois o arsênico pode atravessar a placenta e leite materno. 

 

 

De que forma podem as famílias reduzir os riscos da exposição do arsênico? 

 

  • Ingerir produtos orgânicos 
  • Caso tenha madeira em tratatamento com arsênico em projetos residenciais, deverá utilizar máscaras de pó, luvas e roupa de proteção para diminuir a exposição à serradura.
  • Caso resida em uma zona com níveis elevados de arsênico, deve utilizar fontes de água mais limpas e limitar o contato com o solo. 
  • Caso tenha uma profissão que possa expô-l(a) ao arsênico, tenha atenção pois você pode levar arsênico para casa na sua roupa, pele, cabelo ou ferramentas. Certifique-se de que se tome ducha e mude de roupa antes de ir para casa. 

 

 

Existe algum teste médico para determinar se eu fui exposto a arsênico? 

Existem testes disponíveis para medir o arsênico no seu sangue, urina, cabelo e unhas. O teste de urina tem sido apontado como o mais confiável teste de exposição ao arsênico. Os testes no cabelo e unhas podem medir a exposição de níveis elevados de arsênio nos 6-12 meses anteriores. Estes testes podem determinar se você foi exposto a níveis de arsênio acima da média. Não se pode prever  exatamente como os níveis de arsênico no seu corpo irão afetar a sua saúde. 

 

Veja o vídeo sobre a desintoxicação de matais pesados com Ácido Lipóico e/ou DMSA.

 

O governo federal  faz recomendações para proteger a saúde pública?

É estabelecido pela Agência de Segurança e de Saúde no Trabalho nos Estados Unidos (OSHA, Occupational Safety and Health Administration) limites sobre a quantidade de arsênico que as fontes industriais podem libertar arsênico, também é  restrito a utilizações de arsênico em pesticidas sendo o limite de 0,01 partes por milhão (ppm) de arsênico na água potável, existem evidências que estes limites máximos não estão sendo respeitados. 

 

Para maiores informação sobre diagnóstico e tratamento da intoxicação agudas e crônicas por metais pesados como o arsênico, entre em contato com a Clínica Higashi pelo telefones (21) 3439-8999 (Rio de Janeiro) ou (43) 2333-8744 (Londrina).

 

Referências 

 

Agency for Toxic Substances and Disease Registry (ATSDR). 2007. Toxicological Profile for Arsenic (Update). Atlanta, GA: U.S. Department of Health and Human Services. Public Health Service.